Testemunhos

A capela de Nossa Senhora do Monte em Velha Goa estava completamente cheia de gente naquela noite do fim de Janeiro de 2009, a última do Festival do Monte, quando os Alma de Coimbra entraram, um após outro, vindos da porta da sacristia e formaram um grupo compacto frente ao altar. A moldura de capas pretas fez descer um súbito silêncio sob a abóbada de pedra. Todos os presentes, goeses, portugueses de Portugal, estrangeiros, sentiam que aquele podia ser o momento culminante do Festival. Quando o coro de vozes pela primeira vez ressoou na igreja, e quando, a partir de então, como que em sucessivas ondas, o canto e a música envolveram todos os espectadores numa espécie de abraço ao mesmo tempo nostálgico e alegre, experimentei olhar para trás, para as pessoas sentadas em filas apinhadas, para os mais jovens lá em cima no coro alto, e vi o rosto grave dos mais velhos, o sorriso enternecido dos mais novos, e, em todos, o brilho nos olhos. Perto do final do espectáculo, quando os goeses cantaram em uníssono com o Coro, em português, houve na multidão quem estivesse a chorar, e o Coro foi aclamado durante muito, muito tempo, com um entusiasmo que, naquelas partes do mundo, costuma ser mais discreto." — Paulo Varela Gomes, Delegado da Fundação Oriente na Índia, Janeiro de 2009
5 years, 2 months ago Comentários desligados
A exibição do Alma de Coimbra constituiu o momento mais marcante dos actos sociais de encerramento da terceira Presidência Portuguesa da União Europeia, que decorreram em Washington, em Dezembro passado. O Coro soube estar à altura das circunstâncias, impressionando com as suas extraordinárias qualidades de actuação e com a excelência do repertório de música portuguesa que em boa hora trouxe à capital dos Estados Unidos da América." — João de Vallera, Embaixador de Portugal nos EUA - Washington, Janeiro de 2008
5 years, 2 months ago Comentários desligados
…também o aspecto transcultural que decorre do vosso repertório, espelho de uma portugalidade em constante renovação e da própria lusofonia, herança que nos compete, também, defender além-fronteiras. A importância do sucesso alcançado é exponencialmente aumentada pelo facto de Praga, com a sua secular tradição artística e dinâmica musical, não se render facilmente a novas experiências: rendeu-se a vós, o que muito nos orgulha." — José Júlio Pereira Gomes, Embaixador de Portugal na República Checa - Praga, Junho de 2009
5 years, 2 months ago Comentários desligados
Esta noite, as capas negras, guitarras, violas, pianista e um Coro fantástico fizeram-me voar até Portugal, a quase 19 mil quilómetros de distância... Emocionei-me, naturalmente!... Foi uma noite inesquecível. Pelo fado, certamente. Pelo que senti, obviamente. Mas especialmente porque estando Timor- Leste a atravessar uma crise difícil, um grupo conceituado tenha vindo a Timor cantar, indiferente ao perigo. É um verdadeiro acto de coragem e de generosidade cantar duas, três vezes por dia, para todo o tipo de público, timorense e internacional." — Ângela Carrascalão, Dili, Fevereiro de 2007
5 years, 2 months ago Comentários desligados